Tribo do C.I.

Só mais um blog de informática (só que não)

As três eras do computador

fevereiro 5th, 2015

 evolution of geektambém escrevi este artigo em inglês, no medium.

Recentemente li o livro A cabeça de Steve Jobs – Leander Kahney, e vi uma informação super interessante: Jobs concluiu que o computador teve, nos últimos 30 anos, 3 eras de ouro.

A primeira era começa em meados da década de 1980, com a criação de softwares de planilha eletrônica e processamento de texto, essa foi a era da produtividade; Essa era durou cerca de 15 anos até o início da nova era, no início dos anos 1990: a era da Internet; Essa era evoluiu até chegarmos na terceira era de ouro do computador: A era do estilo de vida, onde os computadores deixaram de ser produtos e passaram a fazer parte da experiência de vida de seus usuários.

Ler isso foi muito bacana pra mim, principalmente porque cruzei essa informação com outra que ouvi de um professor. Certa vez em uma aula comum, meu professor nos disse que toda tecnologia tem três etapas de evolução, geralmente ela nasce com o intuito de guerra, depois passa para o ecossistema comercial, até amadurecer o bastante para chegar ao nível do entretenimento.

É possível enxergar essas 3 etapas de evolução no avião, no carro, em certos armamentos (que hoje são usados para caça),  e com certeza na computação. Jobs ainda conclui a ideia falando que o computador hoje é uma espécie de HUB digital.  Segundo ele, nós temos câmeras digitais, mp3 players (na verdade ele só lembrou o iPod), e a internet, tudo isso troca conteúdo entre si usando o computador como base.

Essa declaração foi no início dos anos 2000, e como você pode ter percebido, está um pouco defasada. Hoje o computador ainda tem papel de hub digital, mas os smartphones estão cada vez mais tomando este papel. Nós temos câmeras digitais, mp3 players e internet tudo no celular. E ainda aplicativos que permitem tratar a informação recebida ou enviada.

Hoje o mundo vive uma era da Integração Vertical, onde hardware, software e serviço estão interligados de maneira magnífica. Se você comprar (quase) qualquer aparelho eletrônico, ao ligá-lo, será pedido uma conta, e através dessa conta (quase) tudo que for seu ficará personalizado à você. Isso acontece com celulares, tablets, computadores (principalmente Windows), algumas câmeras, tudo isso está interligado via login/senha.

Eu penso que o ‘i’ da Apple (iPhone, iPad, iMac, iPod) queira dar a ideia de Eu+aparelho, enfatizando o lance do estilo de vida, mas parece que, cada dia mais, existe um EU virtual, cada vez mais personificadamente real, porém virtual, em algum lugar na nuvem da internet, ao ponto que, ela por si só, nos define.

Skype: Ganhe 60 minutos de crédito

janeiro 27th, 2015

vitrine_positivo_meaddnaescola

Nesse final de ano, o Skype e o Mundo Positivo se uniram ao Instituto Ayrton Senna por uma grande causa: beneficiar milhares de crianças e jovens com educação pública de qualidade. Participar é fácil, basta adicionar o Mundo Positivo aos seus contatos e pronto! Você já está contribuindo e ainda receberá até 60 minutos de crédito no Skype para falar com seus amigos e familiares!

Visite o Site da Promoção para maiores detalhes,  a Tribo do C.I. não foi patrocinada e também não tem nenhum vínculo com a Positivo ou Instituto Ayrton Senna.

Links:

Dica: Upload de arquivos no Google Drive

setembro 25th, 2014

Já pensou na idéia de seu app poder fazer upload de um arquivo no Google Drive de quem tá o usando? Eu não só pensei como precisei, e é por isso que estou escrevendo esse post. A plataforma Drive, disponibilizada pela Google, vem com uma série de API’s e exemplos de código em diversas linguagens para tornar fácil a comunicação de qualquer tipo de app com o serviço.

drive

É claro que as fucionalidades principais desta plataforma são download e upload, e será colocado abaixo um mini tutorial para criação de um script PHP de upload de arquivos.

1. Habilite a API Drive

O primeiro passo de tudo é criar ou selecionar um projeto no Google Developers Console e habilitar a API. Depois é só ir na seção APIs & auth, depois em API e verificar se a API Drive está ativa. Depois vá em Credentials, e clique em Create new Client ID e escolha a opção Installed Application.

2. Obtenha a biblioteca cliente da API Google

A versão mais nova da biblioteca Google pode ser baixada pelo github:  google-api-php-client e você precisará copiar a pasta src/Google para sua aplicação.

3. Oauth2

O exemplo de upload mostrado no tutorial da google utiliza uma versão mais antiga da autenticação. Nós iremos utilizar uma nova versão que consiste em três passos: primeiro a aplicação pede acesso ao usuário, depois o usuário concede o acesso, depois nós usamos esse código acesso nas próximas vezes.

Exemplo:

Você pode utilizar um código parecido com o que eu usei, ele foi criado para ser executado em linha de comando, e armazena o token em um arquivo de texto simples. Veja o código no Github da Tribo do CI.

Agora que já temos uma noção da API, podemos dar uma olhada na sua referência para incrementar um pouco mais no código.

 

Tribo do C.I.

Tribo do C.I.

Só mais um blog de informática (só que não)