Tribo do C.I.

Só mais um blog de informática (só que não)

Google pai dos burros?

novembro 23rd, 2010

Google está de olho em você

Há alguns anos, quando tenho alguma dúvida em como escreve-se corretamente certa palavra, eu apenas digito da maneira que acho correto na caixa de pesquisa do Google e ele analisa se está certo. Caso esteja errado, simplesmente irá aparecer um “Você quis dizer: <jeito certo>“. Isso funciona na maioria das vezes, exceto quando existe muito conteúdo na web escrito com a palavra errada. Veja, clicando, um exemplo que dá certo e um exemplo que dá errado!

voce-quis-dizer-bicicleta-google

 

Existem muitas piadas que brincam com as tecnologias Google, e realmente, o Google nos impressiona cada dia mais. Há um bom tempo atrás, a revista Época teve como reportagem de capa o Google, e na reportagem ensinava-se técnicas para uma pesquisa mais eficiente. Hoje praticamente você faz a pergunta na caixa de pesquisa e aparecem conteúdos respondendo-a. Parece que é mágica, mas é pura tecnologia. Em se tratando do exemplo do “Dicionário” que o Google virou, nos perguntamos como ele consegue isso? O que está por trás dessa mágica? Bom, não vou ser o Mister M da vez, explicando detalhadamente sobre o assunto, mas essa façanha acontece por causa do uso de Metadados, e Web Semântica, além dos robots do Google, que varrem a internet. A respeito desse último, ele pode ser explicado de maneira bem simples no vídeo abaixo, que fala sobre como funciona o Google Tradutor (outra mágica do Google).

Falando em Google tradutor, veja aqui alguns serviço extras que ele faz. É isso que esperamos de uma empresa de inovação, que ela crie conceitos, sugira idéias, forme opiniões, enfim, que faça parte da vida de cada um. Hoje eu utilizo vários serviços Google, e o principal deles é o de pesquisa, pois tudo que ouço falar, eu dou uma googlada para saber um pouco mais, afinal, se não está no Google, não existe!!!

Gnome Shell?

novembro 22nd, 2010

 

Isso mesmo, à primeira vista, dá uma impressão de um interpretador de comandos como o Bash não é? Mais não é. E sim se trata de um novo conceito de interface gráfica que a equipe GNOME está desenvolvendo.

 

Mais o que é GNOME?


GNOME, acrônimo para: GNU Network Object Model Environment

É Ambiente Desktop Livre para sistemas Unix*…

Leia mais sobre o GNOME aqui

 

Versões:

Gnome 1:

Gnome 2.algumacoisa:

 

Gnome-Shell:

Veja mais screenshots em: http://live.gnome.org/GnomeShell/Screenshots


Sobre o Gnome-Shell:


[..] A Shell atua como um gerenciador de composição para o desktop, e exibe duas janelas de aplicativos e outros objetos em um Clutter grafo de cena. Grande parte do código da shell é escrito em JavaScript, mas usa Clutter e bibliotecas da plataforma GNOME via GObject Introspecção e ligações JavaScript para o GNOME. [..] >>

[..]GNOME Shell não é um programa independente, que integra em conjunto com outros componentes de desktop, e também se integra com as aplicações.  Concretizar a forma exata em que os aplicativos se integram com o escudo é um tema importante deste ciclo de desenvolvimento.

Algumas dessas áreas de integração são: o menu do aplicativo – cada aplicação deve ser capaz de fazer os itens que são globais para o aplicativo disponível em um drop-down a partir do nome do aplicativo no painel superior. [..] >>


Testando:


Fedora:

yum install gnome-shell   

Para usar na sessão atual digite:

gnome-shell –replace


Debian:

aptitude install gnome-shell

Para usar na sessão atual digite:

gnome-shell –replace

Para outras distros verifique a documentação do gnome: http://live.gnome.org/GnomeShell/DistributionPackages


Opinião:


Na opinião de um usuário bem antigo de Linux como eu que chegou a usar o Gnome bem ‘quadradão’, Acho  que o GNOME está revolucionando a forma em que olhamos os desktops tradicionais ( barra de tarefas, relógio, menu, etc.. ), Porém muitos usuários estão dizendo que eles deram um tiro no pé como foi feito com o KDE 4. Pelo ponto de vista dos usuários ‘nós’ não estamos preparados para isso. Principalmente para usuários não experientes como os que usam Ubuntu, acabaram de sair do Ruindows e se depara com uma cena dessas apesar de ter outros Ubuntu’s como  o Xubuntu…

Sem contar que eles não estão nem aí pra quem tem placa de vídeo ruim, que é o meu caso que comprei um notebook que não tem placa de vídeo além da integrada, look quando rodei o gnome-shell no meu:

Cadê as fontes? sem contar que ficou lentão, pra mim trar um screenshot demorou uma década.

Deve que eles estão focando em Netbooks e/ou Smartphones… Só pode 😉


Lançamento:


Seu lançamento foi em Setembro de 2010, até agora eu não sei nenhuma distribuição que venha ele como padrão. Mais me parece que a nova versão do Ubuntu 11.04 será com o Unity que é a “mesma” coisa que o gnome, porém desenvolvido e mantido pela propria equipe do Ubuntu.

Para mais information acesse o Site oficial, apesar de quase tudo ter sido tirado de lá com a juda do google tradutor é claro =D: http://live.gnome.org/GnomeShell

Motorola Milestone: Primeiras experiências

novembro 22nd, 2010

 

Quem me segue no twitter já sabe que eu comprei um Motorola MILESTONE há umas 2 semanas e fiquei (ainda estou) empolgadaço com ele. Decidi fazer este post, mesmo ainda com pouca experiência com o celular, e com o Android em si, para destacar o que eu gostei ou não nessa aquisição.
Primeiro quero falar da tela, a excelente tela de 3.7 polegadas já fez meu Milestone virar meu leitor de ebooks. É claro que esta não é a finalidade dele, mas também não é uma experiência constrangedora ler nele.
Em se tratando de aplicativos, não sei se é do milestone ou se é do Android 2.1 (que é o que eu uso) mas alguns apps essenciais não vem instalados. Os dois que mais senti falta foram um gerenciador de arquivos (Baixei o Astro) e um gerenciador de internet 3G (Baixei o APNDroid). Mas quem precisa de app instalado com uma Android Market ao seu lado? Com mais de 100 mil apps lá você acha o que precisa. Eu mesmo já instalei várias coisas no meu, como Aldiko, Barcode Scanner, Barnacle Wifi, Carango, Skype etc…
Teclado. É muito importante para quem recebe/envia mais de 10 e-mails por dia ter um teclado real. Só para constar, estou escrevendo esse post pelo meu celular, é um pouco cansativo mais essa era uma boa oportunidade de testar o teclado com textos grandes. Exceto a imagem lá de cima, tudo foi feito no celular, e eu gostei disso.
Não posso deixar de comentar a camera, de 5mp e grava numa excelente qualidade (veja aqui alguns vídeos que gravei nele). Já nem ando com minha camera mais, exceto à noite, pois não existe celular com flash que preste.
Não fiz muitos testes de bateria, mas se você estiver na internet, ouvindo música e com o GPS ligado creio que ela não dure 14 horas.
Bom, acho que já dei minha opinião sobre o Milestone, e a conclusão é: “Yes! Eu tenho Android”. Ele não tem um design cheio de frescuras mas as funcionalidades são de empolgar, processador de 500 MHz com 2 instruções por ciclo e processador gráfico. É isso aí, Sheldon Led Aprova!!!