Tribo do C.I.

Só mais um blog de informática (só que não)

Criando uma ConnectionFactory java com Xml

dezembro 6th, 2012

A maioria das aplicações trabalha com persistência de dados, ou seja, é necessário Gravar, Recuperar, Alterar e Deletar dados em algum Banco de Dados. Para essas 4 operações básicas é usada a sigla CRUD (Create, Read, Update, Delete) e é necessário uma conexão com o banco de dados para realizá-las. Para isso, é sempre criada uma classe com método(s) de Fábrica de Conexão (Connection Factory) e o código para isso fica parecido com o código mostrado na imagem abaixo:

Connection Factory

Os dados necessários para uma conexão com o banco são:

  • Usuário;
  • Senha;
  • URL de conexão;
  • Banco de Dados;

Porém, no exemplo da imagem acima, essas configurações ficam amarradas ao código, sendo necessário reescrever a classe e recompilar o programa a cada vez que qualquer um desses dados é alterado. Então a melhor sugestão seria criar um arquivo de configuração externo ao programa que mantem esses dados. Para isso utilizaremos dos recursos das classes: java.util.Properties, java.io.FileInputStreamjava.io.FileOutputStream.

Primeiro, criaremos uma classe que cuidará dessa parte, podemos nomeá-la JdbcConnection:

public class JdbcConnection {
private String user;
private String passwd;
private String url;
private String database;
//Criar getters e setters
}

Como o arquivo de configuração ainda não existe, teremos que criar, dentro da classe JdbcConnection um método para criação do arquivo Xml utilizando um objeto Properties:

    public void setProps(){
        Properties props = new Properties();

        props.setProperty("jdbc.user", "postgres");
        props.setProperty("jdbc.passwd", "senha");
        props.setProperty("jdbc.url", "jdbc:postgresql://localhost:5433");
        props.setProperty("jdbc.dataBase","banco");

        try {
            FileOutputStream fos = new FileOutputStream("config.xml");
            props.storeToXML(fos, "FILE JDBC PROPERTIES:","ISO-8859-1");
            fos.close();

        }catch (IOException e){
            System.out.println(e.getMessage());
        }

    }

Assim, será criado um arquivo parecido com esse:

<?xml version="1.0" encoding="ISO-8859-1" standalone="no"?>
<!DOCTYPE properties SYSTEM "http://java.sun.com/dtd/properties.dtd">
<properties>
<comment>FILE JDBC PROPERTIES:</comment>
<entry key="jdbc.passwd">error#404</entry>
<entry key="jdbc.url">jdbc:postgresql://localhost:5433</entry>
<entry key="jdbc.user">postgres</entry>
<entry key="jdbc.dataBase">ponto</entry>
</properties>

Através das informações contidas nesse arquivo, iremos preencher os atributos de um objeto JdbcConnection, e para isso criamos o método abaixo:

    public void getProps (){
        Properties props = new Properties();

        try {
            //Setamos o arquivo que será lido
            FileInputStream fis = new FileInputStream("config.xml");
            //método load faz a leitura através do objeto fis
            props.loadFromXML(fis);
        } catch (IOException e) {
            System.out.println(e.getMessage());
        }
        //Captura o valor da propriedade, através do nome da propriedade(Key)
        this.setUser(props.getProperty("jdbc.user"));
        this.setPasswd(props.getProperty("jdbc.passwd"));
        this.setUrl(props.getProperty("jdbc.url"));
        this.setDatabase(props.getProperty("jdbc.dataBase"));

    }

E para finalizar, o nosso método de Conexão ficaria mais ou menos dessa forma:

    public static Connection getConnection(){
        Connection con = null;
        try {
            JdbcConnection jdbc = new JdbcConnection();
            jdbc.getProps();
            if (jdbc.getUrl() == null) {
                jdbc.setProps();
                jdbc.getProps();
            }

            con = (Connection) DriverManager.getConnection(jdbc.getUrl() + "/" + jdbc.getDatabase(), jdbc.getUser(), jdbc.getPasswd());
        } catch (Exception e) {
            System.out.println(e.getMessage());
        }
        return con;
    }

Note que é preciso testar se o arquivo existe, para que os atributos do objeto jdbc não venham vazios. A maneira mais prática e didática que veio na minha mente foi testar se algum dos atributos ainda está nulo mesmo depois da chamada jdbc.getProps(); e, caso esteja nulo, chamo jdbc.setProps(); com as configurações “amarradas” no código-fonte do seu sistema. Porém, depois do arquivo gerado é possível alterar sem problemas.

ThoughtWorks Brazil: Fará Recrutamento em Fortaleza e Goiânia

junho 1st, 2012

 

A ThoughtWorks Brazil estará realizando processo seletivo de programadores e testadores em Fortaleza nos dias 16 e 17 de Junho  e em Goiânia nos dias 7 e 8 de Júlio de 2012.

Eu é claro que estou no páreo por uma vaga, só que não. No primeiro dia do processo será colocando a mão na massa na linguagem que você se sentir mais avontade Java, C# ou Ruby e talvez Python mais isso não estava no anúncio a princípio só no detalhe da vaga para desenvolvimento. Já no segundo dia você irá discutir o código escrito no primeiro além da entrevista técnica tanto no pessoal como no profissional (como diria Faustão).

Veja como se inscrever para participar do processo no link que segue.

Saiba mais:

Tribo do C.I. Podcast – Episódio #006 – See Project

outubro 31st, 2010

Tribo do CI - 006 - See Project

Faça o donwload ou escute o episódio aqui:

E aí Galera, beleza? É com grande alegria que a Tribo do CI publica ao mundo o 6º episódio do PodCast Tribo do C.I. Neste episódio, como prometido,  falaremos sobre o see project, esse projeto tão grandioso que está sendo desenvolvido por Marcelo Fleury, teremos a participação de Sebastião Relson, e Sheldon Led, o Alemão participou somente da leitura de e-mails, que não teve e-mails, só falação. Espero que gostem, comentem e mande-nos e-mails.

Para divulgar, utilize esta url encurtada: — http://relink.ws/BCbb

Foi falado no podcast:

Até o Próximo

Tribo do C.I.

Tribo do C.I.

Só mais um blog de informática (só que não)